#29


Os amores têm que ser pacíficos. Quero alguém que esteja simplesmente lá. Que não faça perguntas complicadas, que não espere muito de mim. Sou o que sou. Não posso ser mais, não posso ser menos. Acredito que se Deus não me deu o que eu queria é porque realmente não era o que eu precisava. Os amores têm que ser o céu. Infinito, sem barreiras, sem limites. Não preciso de alguém que me deixe mais ansiosa do que já sou. Quero memórias feitas a dois. Momentos vividos. Comunhão de almas, num instante que decidirá por ele próprio se é para sempre ou não. E se não for, não é. Os sorrisos, os olhares, esses farão parte de mim. Os amores têm que ser felizes. Se tiver que lutar, que me fazer de forte, então não quero amar. Não quero um grande amor, intenso, arrebatador. Os amores têm que ser frágeis. Eles precisam de acabar de forma serena. Sem perguntas. Sem lágrimas. Apenas com a certeza de que foram tempos em que pertencemos verdadeiramente um ao outro. Os amores têm que ser completos. Não quero nunca um amor meramente físico... Preciso de respirar a mente dele, de lhe beber a alma.

Gostaste? Então, não guardes só para ti!

SOBRE A AUTORA

Olá! O meu nome é Daniela Nogueira, tenho 18 anos e estudo Direito. Sou uma apaixonada por Artes. Escrevo no (Des)Apontamentos há cerca de quatro anos (com muitas mudanças, pelo meio...) e espero fazê-lo por muitos mais. A natureza, os meus sentidos e a alma das pessoas são os meus temas favoritos!

9 Comentários

  1. Adorei a tua perspectiva :) para mim os amores têm de ser serenos e ao mesmo tempo tempestuosos. Não podem ser monótonos, não podem cair no erro da rotina. Têm de surpreender, de se superar a cada dia mas naturalmente, sem grandes esforços, só porque é o amor e porque o amor por si só já se supera diariamente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado, P' E concordo totalmente contigo quando dizes: "o amor por si só já se supera diariamente"! Espero ver-te por aqui mais vezes :)

      Beijinhos*

      Eliminar
  2. Nunca consegui contar por palavras o que é o amor para mim e como tem de ser. Simplesmente o é. É algo (um sentimento?) tão forte. Exageradamente forte. Não é o "amo-te" mas as barreiras que quebra-mos dentro que nós para que o tal seja pronunciado pelas nossas bocas. E se for verdadeiro, faz chorar, faz doer.

    Perdoa-me se fugi ao tema.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Diz que o amor é assim mesmo: o fim fo mundo e o princípio de algo ainda mais maravilhoso."

      Jodi Ann Bickley in Um Milhão De Cartas Com Amor

      Eliminar
    2. Não peças desculpa! Não fugiste ao tema! Eu percebo o que queres dizer, especialmente, quando dizes "E se for verdadeiro, faz chorar, faz doer". Mas não concordo, tal como deves ter percebido pelo meu texto ahahah

      É sempre tão bom ter-te por aqui! ♥

      Eliminar
  3. "Não posso dizer o que é o amor, nem sei se é real, só sei que o que sinto por você é o mais próximo do amor"
    Bryan Williams

    ResponderEliminar