Amor ao Pôr-do-Sol

Sunset Stockholm
Pôr-do-Sol em Estocolmo
Ainda hoje, passados tantos anos, recordo o dia em que me confessei ao seu ouvido. Estava calmo e sereno, e eu de cabelo trançado. A tarde ia já longa e o sol quase que o beijava: senti ciúmes, mas algo dentro de mim me pediu para manter silêncio. Tê-lo ali era tudo o que queria e precisava. Ainda vivia dentro de mim inocência, verdade: não inventava sentimentos; não os escondia. Ajoelhei-me, fechei os olhos e sussurrei: "sonho contigo todas as noites." Ele? Demorou tempo a responder. Mostrava-se, agora, mais inquieto; como se tivesse sido apanhado de surpresa, como se aquelas palavras fossem as últimas que ele esperava ouvir. "Sou grandioso, poderoso. Tu? És apenas uma menina, uma criança.", disse, por fim. Virei costas, sem me despedir. E em lágrimas, disse para mim: "sou uma criança, e no entanto, qualquer coisa brilha cá dentro."
Ainda hoje o amo. Nunca perdi a esperança.

Gostaram? Claro que gostaram! :) Toca a comentar, agora!
Espero que a escolinha vos esteja a correr bem, especialmente agora que começaram os testes e as orais. Quanto a mim, já sabem que estou aqui para tudo: 
danielanogueira19@gmail.com

Beijinhos*

P.S - Caso queiram perceber melhor este texto, dêem uma espreitadela neste aqui!

Gostaste? Então, não guardes só para ti!

SOBRE A AUTORA

Olá! O meu nome é Daniela Nogueira, tenho 18 anos e estudo Direito. Sou uma apaixonada por Artes. Escrevo no (Des)Apontamentos há cerca de quatro anos (com muitas mudanças, pelo meio...) e espero fazê-lo por muitos mais. A natureza, os meus sentidos e a alma das pessoas são os meus temas favoritos!

2 Comentários